Logo branco Cruzeiro do Sul Virtual
home / Arquivo de Notícias

Você já deve ter se perguntado: afinal de contas, qual a diferença entre o Arquiteto e o Designer de Interiores?

Publicado em 15 de Janeiro de 2019

É muito comum confundir quais são, de fato, as atribuições legais e as responsabilidades civis de cada um desses profissionais. Por isso, fomos em busca das respostas para essa dúvida – e quem explica tudo pra gente é a Profa. Ma. Edivânia M. Barbosa, professora da Cruzeiro do Sul Educacional. Boa leitura!

 

Designer de Interiores

Multidisciplinar é a palavra que define este profissional. Pode atuar em escritórios de design ou arquitetura, empresas especializadas em materiais e revestimentos, construtoras, imobiliárias, lojas de decoração e iluminação; desenvolver projetos de interiores para ambientes residenciais, comerciais e institucionais respeitando a sustentabilidade e, principalmente, utilizando as novas tecnologias do mercado; administrar projetos por meio de cronogramas, prazos, definir orçamentos e coordenar o trabalho da equipe. Deve ser organizado e atento aos detalhes, avaliar as melhores práticas para execução de um projeto.

Fique ligado: Para quem quer entrar logo no mercado de trabalho, este curso é uma excelente opção por ser mais rápido e voltado para a prática da profissão! ?

Sim! O aumento do número de apartamentos ofertados cria uma demanda de soluções para projetos com melhor aproveitamento de espaços. Além disso, a variedade de produtos e tecnologias disponíveis no mercado leva o consumidor a necessitar da orientação de um profissional para ambientes mais funcionais e com qualidade.

A remuneração deste profissional é por projeto. Porém, iniciantes podem ganhar, em média, R$ 1.500 por mês, e o profissional mais experiente e conceituado, R$ 4.500.

Design de Interiores é o mais novo curso da Cruzeiro do Sul Virtual!

Saiba mais sobre tudo o que o curso tem a te oferecer clicando aqui!

 

>>INSCREVA-SE<<

 

Arquiteto

 

O campo de atuação do Arquiteto e Urbanista tem um grande leque de ramificações. Pode atuar na produção de projetos de espaço ligados à habitação de uso coletivo ou individual, construções comerciais e institucionais visando às várias fases de concepção. Também, pode elaborar projetos de arquitetura, urbanismo e paisagismo, considerando os fatores de custo, durabilidade, especificações, bem como as legislações, de modo a satisfazer às condições culturais, econômicas, estéticas, técnicas e ambientais, de acordo com o perfil do usuário e sua inserção no espaço construído.

 

O mercado de trabalho depende da economia do país. Hoje, existem novas possibilidades e modalidades que não dependem diretamente da construção civil – o profissional pode atuar com gestão de projetos, arquitetura de interiores, concursos públicos, consultorias, trabalhar em ONGs, desenvolver pesquisas etc.

 

Segundo o Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil, recém-formados recebem pelo menos cinco salários mínimos (R$ 3.940). Profissionais mais experientes recebem, em média, de R$ 6.304 a R$ 11.820.

 

O melhor de dois mundos: na Cruzeiro do Sul Virtual, o curso da Arquitetura e Urbanismo é na modalidade semipresencial! Saiba mais aqui<.

>>INSCREVA-SE<<

 

 

CATEGORIAS: Notícias

TÓPICOS RECENTES

Arquivos

Categorias

Logo Cruzeiro do Sul Footer

Campus Virtual Cruzeiro do Sul Educacional © 2019. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade.
CNPJ: 62.984.091/0001-02