Encontro de Direitos Humanos tratou sobre importância do tema no ambiente universitário

Realizado de forma remota entre 19 e 23 de outubro, o I Encontro de Direitos Humanos da Cruzeiro do Sul Educacional promoveu um amplo debate sobre à diversidade e combate ao preconceito, discriminação […]

09/11/2020

Realizado de forma remota entre 19 e 23 de outubro, o I Encontro de Direitos Humanos da Cruzeiro do Sul Educacional promoveu um amplo debate sobre à diversidade e combate ao preconceito, discriminação e violência no ambiente universitário.

Com mais de 2000 participantes nas 10 palestras promovidas, a edição de 2020 passou a envolver todas as instituições de ensino superior da Educacional – essa foi a 4ª edição na UNICID e 2ª na Universidade Cruzeiro do Sul.

Além de apresentar aspectos históricos dos Direitos Humanos, a programação tratou sobre os seguintes tópicos: conquistas sociais, racismo estrutural, acolhida aos refugiados venezuelanos, formação de jovens, lei de cotas, políticas de enfrentamento contra abuso de crianças, encarceramento de mães, inclusão de pessoas portadoras de deficiência e violência contra mulher.

Uma apresentação do Coral UNIPÊ encerrou as atividades do evento.

As transmissões das palestras ficaram gravadas e estão disponíveis nos canais das Instituições no Youtube. Confira aqui a programação e assista agora mesmo!

Depoimentos

A Profa. Me. Olívia Alves Gomes Pessoa, docente do curso de Direito da Universidade Positivo e uma das palestrantes do evento, destacou a qualidade dos debates promovidos pelo Encontro e a possibilidade de troca de experiências entre acadêmicos de diferentes regiões do Brasil. “Ações como estas contribuem para a construção de espaço de diálogo na comunidade acadêmica sobre temas tão urgentes para a sociedade brasileira”, disse.

Já a Profa. Dra. Maria Raimunda Vargas Rodriguez, presidente do Comitê de Direitos Humanos e coordenadora do curso de Serviço Social da Universidade Cruzeiro do Sul, apontou para a relevância de trazer os temas para o ambiente universitário. “A importância do Encontro diz respeito a necessidade do espaço acadêmico debater propostas de intervenções e políticas afirmativas, tendo em vista estabelecer a convivência pacífica no espaço universitário, respeitando os direitos humanos relacionados a religiosidade, étnicas, culturais e de classe”.

Esse entendimento é reforçado pela Profa. Me. Eliane dos Santos Paschoal, presidente do Comitê de Direitos Humanos e coordenadora do curso de História da UNICID, que fez parte da comissão organizadora do evento. “A universidade não é apenas espaço de preparação para uma atividade profissional, mas também espaço de discussões sobre a cidadania e nosso papel dentro de uma sociedade cada vez mais diversificada. Temos que refletir sobre nosso cotidiano e o nosso papel na superação da discriminação e preconceito”.

“A temática foi muito relevante e o momento muito proveitoso”, finalizou a Prof. Me. Fernanda Sartor Meinero, docente do Curso de Direito da FSG e uma das mediadora dos evento.